29 de set de 2011

A fragância do coração....by Dany

O Amor não deveria ser exigente,
 senão, ele perde as asas e não pode voar;
 torna-se enraizado na terra
 e fica muito mundano.
 Então ele é sensualidade
 e traz grande infelicidade e sofrimento.

O amor não deveria ser condicional,
 nada se deveria esperar dele.
 Ele deveria estar presente, por estar presente,
 e não por alguma recompensa,
 e não por algum resultado.


Se houver algum motivo nele,
 novamente seu amor
 não poderá se tornar o céu.
 Ele está confinado ao motivo;
 o motivo se torna sua definição, sua fronteira.
 Um amor não motivado não tem fronteiras:
 É a fragância do coração.

Osho

2 comentários:

  1. O amor deveria mesmo ser sempre apenas o... amor. Sem pontos, nem vírgulas, sem pressa, mas também sem sono. Deveria ser o amor do Apóstolo Paulo ao mesmo tempo que a mais quente poesia erótica. Por que é divino. Contém e é contido. Desespera enquanto acalanta. Consola enquanto açoita.

    Ai... difícil ser humano. E tão impotente ante esse sentimento supremo. E, no entanto, imprescindível é sê-lo.

    Adororei a poesia.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. José S. Pereira
    boa noite!

    O seu comentário tão belo só somou nesta poesia,
    meus parabéns, você sabe usar as palavras na medida certa!

    Abraços

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...