26 de dez de 2011

Dia de Natal 2011


Dia de Natal 2011 – Rosam Cardoso

Fazia sol naquela hora da tarde.
Havia dança nas folhas ao passar do vento.
O morro ao longe não estava nítido,
a maresia,
o escondia entre as saias.
Latidos ressoavam no ar que passava.
Um motor rugia.
Brilhos e sombras,
vozes e vultos.
Tudo ecoava elástico,
atemporal.
Na dimensão do descanso,
do repouso,
das cantorias
e gargalhadas.
Era Natal.
Tudo se fundia.
Eram preces caladas no peito,
lábios vestidos de sorrisos.
Pedidos, evocações, lembranças.
Reencontro de tudo que nos construiu,
para lembrarmos que somos juntos.
Feitos de uma magia
que emana
quando o sonho crepita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...