3 de dez de 2011

MEME - 10 Coisas que sinto falta


Venho cumprir a difícil tarefa da qual fui incumbido pelo amigo Tide. Aproveito para me desculpar pela demora, meu caro!

Pelas regras do MEME devo indicar 5 amigas e 5 amigos para continuar.
Aceite-o se quiser, não é obrigatório!

Amigas
Célia Cunha:                      http://www.dihitt.com.br/CMRCUNHA
Cristal Fanucci:                http://www.dihitt.com.br/cristalrenovada
Bia Hain:                            http://www.dihitt.com.br/BiaHain
Larissa Bohnenberger:   http://www.dihitt.com.br/lariboh
Carolina F. Quintanilha: http://www.dihitt.com.br/menteperceptiva


Amigos
Renilson Daniel:             http://www.dihitt.com.br/renisamp
Antonio Fernandes:       http://www.dihitt.com.br/tonnho
Maurobrondani:             http://www.dihitt.com.br/maurobrondani
Tutankamon:                 http://www.dihitt.com.br/Tutankamon
Carlos Adriano:             http://www.dihitt.com.br/carlosadriano





Sentir a falta ou saudade é muito relativo e incerto, pois sempre somos forçados a rememorar o passado e, com certeza, quanto mais distante, maior é a saudade que sentimos. Isso é natural ao ser humano.

Decidi então não pensar em pessoas especificamente, mas em generalidades, pois o campo se torna um pouco mais complexo.

Bem, tentemos então...

1 Estudo.

Hoje, cada aprendizado, segue imediatamente para meus “arquivos cerebrais”, pois já sei sua utilidade, seu uso futuro, sua relevância. E tudo significa muito menos que na época onde passar finais de semana colado aos livros era um verdadeiro martírio, mas que posteriormente era compensado, principalmente quando saboreava a utilidade de tudo que aprendi. Fórmulas, conjugações, experiências científicas, tudo cercado pela névoa da ignorância e, posteriormente, iluminado pelo sol da descoberta (de coisas que para mim hoje são tão óbvias, ou seja, desencantadas);


2 Bailinhos caseiros
Como disse o Tide, como isso faz falta...

Quando abríamos o portão de nossas casas e sabíamos que, no máximo um penetra seria o inconveniente, pois, de resto, era nossa pureza e descoberta que predominava. O rosto colado, a supervisão (mesmo velada) dos pais, o beijo roubado... E nada mais. Mas isso já era o bastante para aquecer nossos corações por dias, até o próximo bailinho...

3 Andar... Andar muito!
Não havia aluguel de carros, nem sempre conseguíamos “roubar” o carro dos pais e por isso, juntávamos quatro ou cinco amigos e aproveitávamos tudo que uma região oferecia. Em São Paulo, isso não era problema. Reuníamos-nos na Praça da Sé (era realmente o centro, na época) 



e íamos para o Bixiga, com nossas identidades falsas (sim, cometi este crime) nos barzinhos, karaokês, cantinas... 




















Comer e dançar no Metrópolis, na Paulista, as boates e bares da Augusta , Bela Cintra, Haddock Lobo; 













o vão do MASP e as apresentações noturnas. 





Depois Saíamos direto para a Consolação, Opus 2004 (ouvir os melhores saxofonistas e o melhor jazz do momento)... 


Uma telona no Belas Artes (inacreditavelmente fechou), 







o Trianon... A lista não teria fim...






















4 As viagens

Pois todos os locais eram novos e maravilhosos... Até um decrépito litoral paulista era digno de admiração, pois em dias de semana, não havia a concentração de turistas que tanto atrapalhava.




Cidades interioranas onde pequenas casas e seus fogões à lenha nos recepcionavam com um cheiro inigualável de comida caseira...





Cantos aconchegantes,













verde exuberante...



E neste ponto, nossa Amparo é insuperável, não é Tide?

5 Pessoas... GENTE!

Após a adolescência, me aventurei muito por aí... Fui “bicho grilo” (ou quase) por um tempo... 










Mochileiro que pousava em celeiros, em barracas, casas de pau-a-pique... 






E conheci pessoas incríveis, simples, sinceras... 



Que dividiam o que tinham sem perguntas nem interesses, só pelo simples prazer de ajudar... Conversas, causos, tragédias, vitórias... 



Um acervo que trago comigo e que tanto me ajudou em minha caminhada;









6 Novidades
É, parece estranho, mas é isso mesmo: NOVIDADES!Hoje, inovações tecnológicas nos anunciam o tempo todo a transformação de sonhos em realidade. Tudo é possível.Mas antes não! 

O que era novidade realmente era algo inesperado, contundente, inspirador. Diga-me se você não vibrou muito mais quando conquistou seu primeiro “3 em 1” (rádio, toca-discos e gravador cassete) do que hoje, prestes a adquirir a última geração de qualquer parafernália eletrônica que inventam. Não se compara por custo ou utilidade, mas pelo universo que cada um faz (ou fez) descortinar à sua frente;
7 FamíliasNão que eu seja um sentimentalista em relação à família, mas sinto a falta da estrutura que víamos em cada lar; cada pai, mãe, filho. O intrínseco sentimento de união, de vínculo, de cumplicidade.Era amor que víamos! Hoje...

8 Valores
Discordo de qualquer extremismo em relação à rigidez ou a falta dela em termos comportamentais, pois todos somos como massas plásticas, que vão se moldando na medida que o tempo passa e a vida vai ensinando por onde devemos seguir. 

Mesmo assim, aprendíamos, errávamos e buscávamos o acerto posteriormente, sempre lembrando que educação, moral, hombridade, respeito, união eram valores pétreos e que jamais poderíamos abrir mão de tais conceitos.

Por pior que tudo fosse, sempre era, se não previsível ao menos cogitável o que nos esperava em relação ao outro, pois quase todos éramos regidos por tais princípios;
9 Companhia


10 Saudade do que se foi...
Talvez esta seja a pior.Sinto falta de uma forma de encarar as coisas, de olhar o mundo e as pessoas por ângulos mais suaves, pensar em meus objetivos e nos interesses em comum com tantos outros indivíduos.


Sinto saudade de me iludir;

Sinto saudade de sonhar;

Sinto saudade de acreditar;


Sinto saudade de mim... 


Sinceramente!


Pessoas que viviam e conviviam e sempre me davam prazer, quando comigo estavam.


Tudo (ou quase tudo) era espontâneo e sincero e minha intenção era conquistar um amigo verdadeiro pelo que ele era e vice-versa, não por nossas posses, contatos, status...


Chorar e sorrir ao lado de pessoas assim engrandecia o espírito e pintava o mundo de cores que hoje, para mim, já não existem;







23 comentários:

  1. Show de Bola os indicados amigo! Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Meu caro amigo Cigano, és um artista da escrita...! Beleza de MEME ! Valeu a pena ter demorado "algum tempo" para fazer essa obra prima! Nota 10! Não por que mostrou ao grande público do diHITT a "nossa Amparo", mas por todo o seu conteúdo , pelas coisas , pelas fotos e , principalmente pelo seu relato. Brilhante mesmo! Como passei a minha adolescência em São Paulo (não sei, talvez tenhamos mais ou menos a mesma idade) eram coisas que também fiz: me fêz lembrar até da Rua Aurora....! hahaha Bons tempos...! hehehe Mas, em suma, as coisas que sente falta são praticamente as mesmas que sinto também! Valeu meu amigo, repito uma obra prima de MEME! Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  3. Meu querido amigo,

    Bom dia,
    Seu meme esta excelente e revelador,também sinto muita falta do estudo,principalmente pela minha "ignorância " do saber,era o que fazia admirar cada vez mais as minhas descobertas, o meu aprendizado e a minha vontade de querer mais,os valores que hoje estão escassos e por vezes ainda nos assustam pela sua ausência, o ser humano hoje se perde pelos próprios conceitos de vida, não se permitindo viver sentimentos e comportamentos valiosos para uma vida plena e completa, o viver família não comparo aos dias de hoje o que vivi , e saudades do que se foi achei lindo a forma com descreveu, talvez seja isto que todos nós precisávamos resgatar,sonhos, confiança , ilusões,e até mesmo do nosso próprio eu, adorei ler isto....

    Amei cada item e seu meme esta muito lindo...beijosss

    ResponderExcluir
  4. Muito bOooom !!! Parabéns fez direitinho !
    Ainda não fiz este Meme saudades ! Acho um pouco triste , não sou a favor de lembranças ! Não gosto de pensar nas coisas boas passadas , se não tem retorno então não quero lembrar!!!

    Agora vamos as suas manias rsrrss Que é mais alegre ! Isso se vc for normal rsrsrs
    Bjão !

    ResponderExcluir
  5. Amigo Cigano!
    Mas você aprontou hein rapaz! Show de bola as suas aventuras, os lugares que frequentou, as pessoas, a forma que vc encara as coisas simples da vida, com tanta emoção e carinho. Certamente, quem teve o previlégio de te conhecer jamais conseguiu te esquecer também meu amigo!
    Pessoas como você, marcam pela amizade, carinho, e simplicidade que vc tem e trata os amigos.
    Fiz uma viagem junto com você neste meme!
    Lembrei de coisas que eu fiz também,
    Já atravessei o pais de mochila, conheci várias pessoas nos lugares onde fui, guardo cada uma em meu coração e, neste momento, até bateu aquela saudade de alguns amigos que ficaram no tempo, na lembrança... Com esta canção de fundo então "Non ho l'eta"... Rapaz, tá difícil conter os cristais... Caiu uma gota...
    Momento mágico Cigano! Valeuuuuuuuu amigo!
    Grande Cigano! Yessssssssssssss amigão!!!

    ResponderExcluir
  6. Ah, Tidão, que lindo comentário, meu Amigo!

    Obrigado, do fundo do coração! Me emocionou, vindo de alguém que gosto tanto.

    É Amigo, em relação a MEMEs nostálgicos nós, os "experientes", somos insuperáveis, não é?

    Afinal, é quase impossível um escrever algo que o outro não tenha o mesmo sentimento, pois vivemos isso e sabíamos o quanto foi especial, principalmente ao vermos como tudo está hoje.

    Amparo é minha cidade adotada, pois, mesmo não sendo de lá, vivi por anos, pois era a única cidade do Circuito das Águas que não tinha grande movimentação turística, assim como Serra Negra, Atibaia, Poços... Me cativou desde a primeira vez que pisei em seu chão .

    Mesmo com tantos locais que vivi e conheço, é lá que pretendo, assim que sossegar, abrir um botequinho próximo à marginalzinha, colocar uma mesa de bilhar, um radinho AM/FM e outras mesinhas para nós ficarmos jogando dominó e contando causos, respirando aquele ar maravilhoso, vendo as belíssimas paisagens e as pessoas que, mesmo estando há pouco mais de 100 km daqui, ainda mantém o ritmo de interior e a vida pacata (desde que você não seja da família Gallo, óbvio).

    Um beijo no coração, meu grande Irmão e obrigado pela oportunidade de relembrar tantas coisas que já me foram especiais e hoje são a razão de viver!

    ResponderExcluir
  7. Obrigado, amigo Fábio, por enriquecer nosso espaço!

    Seja sempre bem-vindo, caro Amigo!

    ResponderExcluir
  8. Amigo, vi que curtiu as coisas boas da vida
    Eu também tenho saudade de muita coisa em comum
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Ah, Deusa Morena, Como podemos comparar?

    Não existe forma de equipararmos, Linda Ciça entre o que tínhamos e o temos hoje.

    Antes, ssbíamos que os mais velhos traziam saudosismos, na maior parte das vezes, por questões pessoais e pela falta do que se foi...

    Hoje, nossa saudade é de um mundo para todos, muito ao contrário deste que temos hoje, tão frio, tão distante de nós...

    Se pudéssemos ao menos resgatar o que fomos, já seria uma grande vitória, não é Amiga?

    Obrigado pela doçura e magia que você sempre traz, Anjo!

    Beijos em seu coração!

    ResponderExcluir
  10. Puxa! Cigano querido, que post espetacular, me emocionou a forma sensível e linda com que descreves a si mesmo, pois é naquilo que nos faz falta que encontra-se o que somos, o que fomos define muito bem o que somos. Lindo de ver, você.
    Obrigada por me fazer sentir isso que acabei de sentir:esperança no ser humano, enorme esperança. Nem que seja nos que viveram em um mundo que já se faz distante, eles ainda existem, quem sabe possam influenciar em algo.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  11. Jôjô do meu coração: Você ainda não foi indicada? Então resolvo isso agora... Já está!

    Meu amor, lembranças são nosso alimento... Com elas, por mais que por vezes sejam dolorosas, conseguimos sentir um sabor especial no que vivemos e naquilo que somos hoje.

    Tristezas são necessárias, pois as alegrias ganham maior brilho!

    Mas prometo me esmerar para responder o seu, Jô. Como disse só preciso descobrir quais são as manias relevantes, porque até em manias sou sem graça.

    Um beijão do tamanho de sua beleza e de sua luz, minha Menina!

    ResponderExcluir
  12. Oh, Amigo Adriano... Sempre me deixando tão emocionado com suas palavras tão profundas e doces...

    Que máximo saber que também cometeu tal "loucura", de sair sem rumo, para nós, nada mais correto que dizer "sem lenço e sem documento", pois tem tudo a ver. Então também sabe bem da saudade que sinto não é, amigo?

    Pessoas que, por mais que sabíamos que eram transitórias e provavelmente nunca mais as veríamos, se tornou impossível esquecer cada personalidade, cada gesto, cada valor...

    Agora então se tornou mais interessante ainda ver o seu, já que está na listinha, meu Amigo (caso não tenha feito, pois foram tantos que não consegui ver de todos os amigos).

    Obrigado por ser tão especial, contundente nas palavras e pelo carinho que desperta, meu Irmão!

    Beijos em seu coração e tudo de sensacional para você!

    ResponderExcluir
  13. Menina Van... Minha Linda!

    Obrigado por ser tão gentil e generosa em sua visão, meu Amor!

    Quem dera aquela maquininha mágica existisse, não é? Aquela que nos faria voltar no tempo ou que simplesmente nos trouxesse até o hoje o melhor que havia em material humano e de ideias fraternais, pois só assim conseguiríamos equilibrar com tanto descaso com o ser humano e tanto egoísmo que nos cerca.

    O que resta, ao menos até aqui, é vivermos mantendo vivo em nosso coração tudo que foi bom e belo, tentando, dia-a-dia, reproduzir tais momentos no nosso hoje... Sementes para um futuro melhor...

    Obrigado por seu carinho, Flor!

    Beijos em seu coração!

    ResponderExcluir
  14. Cigano

    amigo querido a sua história é linda!

    Assim como tudo em você é lindo,

    a sua personalidade, o seu carisma!

    Por isto encantas tanta gente!

    Obrigada por compartilhar !

    É bom saber dos amigos,

    o que você descreveu com tanta proeza!

    Adorei!

    Parabéns

    Beijos e abraços

    Dany

    ResponderExcluir
  15. Olá, Querido Jotapeh;

    É meu Amigo, realmente não posso reclamar, mas tudo teria sido ainda melhor se a cada experiência vivida, eu tivesse a real noção naquele momento do valor que cada uma teria no resto de minha vida.

    Poderia ter dado muitos outros beijos, mais abraços, mais atenção... Como diz a música "epitáfio", do Titãs... Ela é perfeita para descrever!

    Um grande abraço, Amigo!

    ResponderExcluir
  16. Sempre você, minha Dany;

    Tão especial cada palavra se torna quando vinda de você.

    Obrigado por me incentivar com tantas positividades, mesmo quando não mereço tanto.

    Nunca meu carisma nem chegará perto do seu, de sua luz e sua magia, meu Amor!

    Beijos cheios de carinho!

    ResponderExcluir
  17. lINDO PARABÉNS CIGANO, O BLOG ESTÁ LINDÍSSIMO.
    PARABÉNS DANY.....

    ResponderExcluir
  18. Obrigado pelo comentário, Ahtange!

    Um abraço e muita luz!

    ResponderExcluir
  19. Olá estimado amigo!
    Passei para prestigiar seu MEME!
    Em tudo que li aqui, me faz lhe estimar ainda mais...
    Querido amigo,parabéns pela essência e conteúdo!
    Um ótimo domingo e semana!
    Beijos com carinho!

    ResponderExcluir
  20. Que maravilhosa surpresa!

    Minha adorada e genial Amiga Alba!

    Obrigado pela bela mensagem, Anjo! Sabes muito bem quanto valor tem cada palavra que pronuncias.

    Minha eterna admiração por sua inteligência e doçura, sempre magnífica Menina!

    Beijos e carinho!

    ResponderExcluir
  21. Cigano, foi muito bom sentir semelhanças minhas, em você...

    A exposição de sentimentos, mesmo que hoje inexistentes, me levaram a um Cigano vivo, sonhador, positivo, esperançoso, colorido, vibrante.

    Acho que fomos todos assim, quando inocentes...

    Hoje, sem mais a inocência, sentimentos mais equilibrados, visão mais ampla, mais centrado e conhecedor das almas humanas, não precisa mais das cores, dos sonhos, da esperança e da vibração dos homens, pois tornou-se Homem.

    Sendo o Homem que é, e com saudade do homem que foi e que em algum lugar do passado deixou, tornou-se, para mim, um Homem adorável.

    Obrigada por permitir conhecer tuas saudades... pois também tenho saudades de mim...

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  22. Minha Fantástica Cerri...

    Somos nós puros saudosismo, não é?

    Mas, na verdade, sempre fui isto que descrevi, nunca me pintei diferente, apenas, não pintei...

    Obrigado pela doçura em me dizer adorável, mas isso só se dá pela magia que cria, quando olha para os que te cercam...Sendo você tão especial, torna especial tudo que vê.

    Mas, conforme muito bem definido por você, ao fim, tornamo-nos Homens, Mulheres... Adultos, enfim... Isso deveria ser bom, se não fosse a realidade de ser nossa infância e pureza a essência do que somos...

    Ou seja, Já éramos alguém... Hoje,... QUEM SOMOS???

    Beijos em seu coração, Anjo!

    ResponderExcluir
  23. Somos aquilo que queremos Ser...
    Beijos, meu "lindjinho" (com sotaque paranaense...rs)

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...