5 de fev de 2014

Alma Cigana (Sirlei L. Passolongo) By Dany


Ela não se aquieta
em gramados tristes
Ela não lê mãos,
mas reconhece almas...
Viaja o mundo
em busca dos sonhos
e deles, jamais desiste.

Ela vibra
quando o sol nasce...
Acaricia a rosa
sem arrancar-lhe as hastes.
Sorri para lua e tal como ela
Vez em quando míngua...
Mas não se entrega
Nada a desanima.
O riso prevalece
Em sua face.

(Sirlei L. Passolongo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...