13 de out de 2014

AS VOGAIS NOSTÁLGICAS



A  Abro os olhos… E o sol desaponta no horizonte
É  É madrugada, os pássaros cantam, estão no monte
I   Imagino que namoram, é alegre e lindo o canto
O  O meu coração se embala e neste meu canto
U  Um misto de alegria e tristeza me evade, é nostalgia…

A  A nuvem cobre o sol e a sombra me envolve
É  É nostálgica a imaginação que me move
I   Insurge em mim a minha passada infância
O O tempo que valorizava insignificâncias e sentia
U Um misto de poder e de alegria… Nostálgicos momentos

A A guerra se existisse não era no meu mundo
E Eu era uma ilha com um coração seduzindo
I Imensidão do nada que era a minha pequena ilha
O Onde não tinha a tecnologia e a paz era a maravilha
Ú Única do acordar ao som do papagaio e dormir ao relento!

A A morte vinha pela doença ou pela feiticeira
E E a velhice era a escola que parecia certeira
I  Imagino debaixo daquelas árvores enormes
O Mais velho contanto história dos nossos costumes
U Um respeito nobre que o tempo tecnológico levou…
  
João Pereira Correia Furtado
Praia, 01 de Outubro de 2014

http://joaopcfurtado.blogspot.com
Embaixador Universal da Paz - França - Genebra - Suiça - Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix Delegado da U.L.L.A. em Cabo Verde

Um comentário:

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...