15 de out de 2014

PAPAS DE COCAINA



Querida Amiga Arlete


Sinceramente não sei por onde começar, querida amiga. Esta terra sempre me surpreende com casos destes. De um lado o esperado, dada a nossa localização geográfica, e por outro lado insólito.
É esperado que de vez enquanto bóie nas nossas águas pacotes de cocaína, estamos no meio da Europa, o mercado e da América do Sul, o celeiro da droga. Ao qualquer momento um navio qualquer pode se aliviar da cargas indesejadas se pressentir que irá sofrer uma abordagem policial. Também pode acontecer que se afunde e a carga se espalhe pelas nossas águas. Ou, simplesmente, fazer uma “transferência” numa praia deserta e surpreendido deixar ao Deus dará toda a mercadoria. 
O insólito é saber que a nossa ingénua população, em pleno século vinte e um, use a “farinha” para, a mulher, fazer papa e, as crianças, cola para trabalhos manuais. Querida amiga Arlete, não é a primeira vez que isto acontece… 
Há dez anos, apareceu a boiar bidões de metanol, combustível inflamável, provavelmente algum contentor, transportado por algum navio, inadvertidamente vou parar ao mar. Sabes o que aconteceu? Os pescadores apanharam os bidões, julgado tratar-se de alguma bebida desconhecida, ingeriram-no e tivemos vários casos de óbitos e de internamento. 
Desta vez não aconteceu nada, pois antes de a papa ser ingerida. Alguém, provavelmente algum ex-imigrante reconheceu a qualidade da “farinha” e alertou as cozinheiras… 


Um dos pescadores ao saber do que tinha as mãos foi a correr entregar um saco de pacotes ao Policia Nacional. Alguns mais “espertos” resolveram vender o produto achado, ontem foi o dia em que a cocaína, muito provavelmente, foi vendida ao preço mais barato de sempre, cerca de vinte e cinco euros por quilo. Não sei se o GUINESS terá conhecimento e provas para publica-lo nas suas páginas.
Querida amiga Arlete, creio que devia ter começado pelo princípio, que achas? Tudo isto aconteceu na Calheta de São Miguel, mais precisamente na zona de “Ponta Verde” no Domingo passado, dia 03 de Julho de 2011. Soube ontem, a televisão deu a notícia e informou que foram detidos dois indivíduos implicados na venda da droga que apareceu a boiar no mar.
Hoje fui a missa muito cedo, é o sétimo dia do falecimento de um vizinho, a conversa versou mais na droga vagabunda que na vida exemplar que normalmente os defuntos vivem. Ouve até uma senhora que disse:
-Deus deu a sorte a muita gente, que deixou voar!
Não contive, era demais, tomei da palavra e… Tentei convencê-la que a droga é um mal. Não trás nada de bom. Só destrói e só cria desgostos. Usou todos os argumentos possíveis… mostrei exemplos e mais exemplos. Recordei-a do dia importante que hoje é, o dia da Independência de Cabo Verde e que droga só serve para tornar os nossos filhos dependentes. Dependentes da droga, tóxico-dependentes. 
Mas… Cansado, eu calei-me por fim, desanimado e sem a certeza de ter conseguido mudar a ideia dela com o meu esforço… O homem é um ser tão egoísta, amiga Arlete, tão egoísta, que sinto pena de mim!


Praia, 05 de Julho de 2011
João Furtado
http://joaopcfurtado.blogspot.com/search?q=papas+de+cocaina

Um comentário:

  1. Parabéns, Cigano João! Pela relevância de seu trabalho artístico.
    Um abraço, Marina da Paz.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...