6 de jan de 2015

Soneto Alma de Amor por Janete Sales Dany



Sou sopro na janela a tua procura
Sou sereno catita a te sondar
Existo a lastimar pela ventura
Um choro vendaval deixo no ar    

Sou chama dolorida de doçura
Sou oceano infeliz a soluçar
Existo a desejar a tua tortura
Meu elevado safira a relutar

Reapareça mistério protetor!
Amo recomeçar alma de amor
Existo dependente do teu leste

O desejo castiga a minha mente
Amo romantizar uma semente
Revele a tua figura sem a veste...

Janete Sales Dany

T 5092126
Obra protegida


Licença Creative Commons
O trabalho Soneto Alma de Amor de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...