13 de jan de 2015

Soneto Cigano by Janete Sales Dany



Sou cigano que permeia o mundaréu
Que atravessou o pesar da rejeição
Que procura respostas no meu céu
Que dissemina as flores do perdão

Sou cigano e venero a natureza
Sigo numa vereda luminosa
A minha fé refaz a fortaleza
Fôlego que não teme a tenebrosa!


A caravana abraça o horizonte
Suspira na riqueza de uma fonte
Caminha como o vento do querer

Sou liberdade e sigo sob o sol
Almejando o vislumbre do arrebol
A minha paz é ver o amor vencer!

Janete Sales Dany 

 Poesia@Direitos autorais protegidos por lei
Licença Creative Commons
O trabalho Soneto Cigano de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...