9 de abr de 2011

CARTA AO MEU AMOR

CARTA AO MEU AMOR

Um dia, cruzaste minha vida – encontro fugaz, rápido, nem mesmo notaste que eu estava ali – apenas olhaste e partiste. Nesse dia, me enamorei de ti – um amor sem esperança, sem retribuição, sem amor...
De novo, te encontrei e outras tantas vezes, te olhei, olhos ardentes, apaixonados, mas nada percebias...somente passavas e eu ali, à espera, do teu passar, do teu olhar, do teu sorriso...nunca vinham esse olhar, esse sorriso...
Passavas, lindo aos meus olhos, alma de príncipe aos meu sentidos, desfilando tua indiferença que, cada vez, cravava mais fundo em meu peito... mas meus suspiros por ti permaneciam...não sabias de mim...
Meu coração gritava por ti, a cada vez; meu amor me colocava em teu caminho, a simples alegria de te ver passar me bastava, iluminava meu dia, acalentava minhas noites.
Dia após dia, te esperava, ansiando por um sorriso teu, um olhar, uma palavra – e só o vazio me davas...Nunca partilhei esse amor desvairado com ninguém – apenas eu e meu coração te conhecemos e te amamos!
Segui teus passos com uma ensandecida, por ruas, becos, praias e bosques – nunca fisicamente – na minha imaginação, te via em festas, no trabalho, em viagens...
Nunca soubeste do meu amor – nunca soubeste de mim...esse amor me consumiu, ardeu em meu peito por uma vida...teu cabelos ficaram prateados – os meus também – mas o amor que me despertas permaneceu jovem, como dos primeiros dias de juventude.
Hoje não mais tenho forças, nem para te seguir, ensandecida, em pensamento; hoje meu amor se revela a ti porque sei que nunca mais vou te ver passar – perdi teu sorriso, teu olhar, teu caminhar de príncipe...
Minha carta vai contigo – a única forma de te dizer que foste o homem mais amado, foste luz em minha vida, foste calor em meu peito – hoje vais saber...ah, meu amado, amor de uma vida, como me fizeste feliz em poder sentir esse amor imenso, sobrenatural que se agigantava em mim a cada dia...
Lê esta carta, não mais com teus olhos, mas com tua alma, tuas emoções e sentimentos...e sorri para mim, de onde estiveres, que me aquecerei com teu sorriso e ficarei plena com o amor que, enfim, saberás que sempre foi teu...
Um dia....quem sabe....estenderás a mão para mim – um gesto que esperei tanto – me olharás nos olhos e, enfim, sorrindo, me dirás...bem vinda, amor da minha vida...

Um comentário:

  1. ...e sorri para mim, de onde estiveres, que me aquecerei com teu sorriso e ficarei plena com o amor que, enfim, saberás que sempre foi teu...
    Amo esse texto, lindo Simone.
    Parabéns querida. Que linda manifestação de amor tão profunda.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...