5 de abr de 2011

Nem tão bons nem tão ruins ...

 
Não somos tão ruins quanto pensam que somos, porém nem tão bons quanto
nos imaginamos ser.
 
Não somos menos nem mais: somos o que simplesmente somos!
 
Iguais a tantas pessoas que lutam para serem melhores do que são.
 
Não nos deprimamos com a crítica e nem nos envaideçamos com o elogio.
 
Não nos avaliemos pelo que os outros são ou deixam de ser.
 
Tomemos unicamente a Jesus por exemplo do que precisamos vir a ser, um dia.
 
Em quase todos, certas virtudes compensam os vícios que ainda possuem.
 
Lutemos para que a nossa parte positiva supere a negativa, que ainda predomina.
 
No exercício constante do bem é que nos fortalecemos.
 
(Do Livro "Vigiai e Orai" - Carlos A. Baccelli/Irmão José).
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...