29 de ago de 2011

As cores da prisão...by Dany

O olhar da ave é de cansaço.
O olhar do visitante é de excitação.
Cruzam-se os olhares.
Um vem de dentro e o outro de fora.
Tristeza e euforia.

A ave é rara e o homem curioso.

As penas vermelhas, amarelas, verdes e azuis são caras.

Cores da prisão.

Coloração que as aves não são capazes de distinguir, mas de sentir.





Cores, que ao homem, representam alguns minutos de contemplação.

Contempla o quê?
As cores dentro da prisão.

http://www.flickr.com/photos/bernardobortolotto/4966134477/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...