18 de ago de 2011

Mar de foguinhos...by Dany

Um homem do povoado de Neguá, no litoral da Colômbia, conseguiu subir alto no céu e na volta contou: disse que tinha contemplado, lá de cima, a vida humana. E disse que somos um mar de foguinhos.
O mundo é isso, revelou: um monte de gente, um mar de foguinhos.
Não existem dois fogos iguais. Cada pessoa brilha com luz própria, entre todas as outras. Existem fogos grandes e fogos pequenos, e fogos de todas as cores. Existe gente de fogo sereno, que nem fica sabendo do vento, e existe gente de fogo louco, que enche o ar de faíscas.
Alguns fogos, fogos bobos, não iluminam nem queimam. Mas outros, outros ardem a vida com tanta vontade que não se pode olhá-los sem pestanejar, e quem se aproxima se incendeia.”


Eduardo Galeano


http://maisqueousual.wordpress.com/2011/03/29/entrevista-eduardo-galeano/


2 comentários:

  1. Que lindo post, Dany!

    Vocês acham grandes tesouros e nos enriquecem com eles.

    Meigo e doce como você, minha Linda!

    Beijos em seu coração!

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, querido Cigano!
    Fico feliz que gostou.
    Obrigado pelo carinho!
    Beijos no seu coração!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...