29 de ago de 2011

Minha sede


Sinto uma sede insaciável
Tento mata-la a qualquer preço
No entanto sempre penso enganar o meu desejo
Que logo não saciado se revolta mais sedento ainda
Me cobrando o que eu não posso ter
E na loucura meu corpo reclama...
Que a minha sede é você!

Dany(Janete Sales)

3 comentários:

  1. Mas que maravilha, minha Dany!

    Quanta emoção e desejo em poucas linhas.

    Líndíssimo como tudo que você cria, minha Flor!

    Beijos enormes em seu coração!

    ResponderExcluir
  2. Estou com saudades de você querido Cigano,
    e fico encantada quando encontro um comentário seu, dizendo que gostou do que postei!
    Você me proporcionou participar deste blog,
    e não tem idéia o quanto tem me feito bem!
    Participando a cada dia aprendo mais, quando estou a procura de assuntos para postar aqui, surgem novas idéias que me ajudam a viver na vida real, e me faz uma pessoa melhor, obrigado por tudo, por você ser esta pessoa maravilhosa que acreditou em mim!
    Beijos no seu coração!

    ResponderExcluir
  3. Impossível fazê-la melhor do que você já é, meu Anjo!

    Nada fiz... Você sim aprendeu a enxergar o quão maravilhosa e especial és, minha Dany.

    Beijos cheios de saudade!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...