14 de nov de 2011

Pedinte...by Dany


Eu estou tão cansada desta busca, desta estrada sem horizonte, já cansei de procurar
Andei por tantos lugares e não cheguei a nenhum lugar
Quando penso que alcancei algo, a vida vem tirar


Sou amada sempre pela metade, sempre estou a implorar
Sou pedinte, ávida dos corações que eu tanto quis amar
Deixa-me agora na solidão sem ao menos se importar
Com meu choro tão solitário, que agora está a me maltratar!?

É  tão difícil amado meu, esta sua indiferença
O amor que tenho por você hoje se transformou em doença
Vou me entregar num choro, até que a canseira me vença
Vou dormir e não acordo mais, para não sentir a falta da sua presença

Aonde vou buscar aquela luz que você me deu numa noite de luar?
Se agora escureceu e no céu as estrelas não estão mais a brilhar
Se eu quisesse agora te ver, não saberia nem aonde eu poderia te procurar
Entendi...
Minha vida vai ser sempre assim...uma vida inteira a mendigar!

Janete Sales( Dany)

 Roy Orbson - Crying

4 comentários:

  1. Não busque tanto, em desespero, meu Amor
    Tal mendigagem não merece tua hora
    Pois assim, única e bela, agora
    Só tua tristeza faz jus a desvalor

    Neste mundo não há quem se engane
    Sabemos todos da Deusa, da Musa
    Apenas aqui, te turvas confusa
    E desatenta, esquecida que és DANY!!!

    Minha linda Poetisa... Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Cigano, boa tarde!

    As suas palavras a meu respeito sempre foram e são motivadoras!

    Obrigado por este comentário agrádavel, que me fez sorrir neste momento!

    Alias não é um comentário...é uma linda poesia!

    Meu Poeta...

    Os dias nublados haverão de passar, sempre passam...

    Ainda mais quando se tem uma amizade tão linda como a sua!

    Muito obrigado de coração, por ser este Amigo maravilhoso!
    Continue assim não mude nada!

    Abraços e beijos querido!

    Dany

    ResponderExcluir
  3. não importa o quão bravia
    seja a tempestade
    sempre vem a bonança
    não importa o quão escura seja a noite
    sempre teremos o raiar de um novo dia
    e quando a terra estiver arida e sem vida
    fere-a
    e veras que a terra ferida
    é a mais fecunda.


    bju amiga

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde amigo poeta!

    Muito linda esta poesia, neste seu comentário!

    "e quando a terra estiver arida e sem vida
    fere-a
    e veras que a terra ferida
    é a mais fecunda."

    Sem sofrimento
    não há nenhum crescimento
    emocional e espíritual!

    Obrigado pela sua presença aqui no Canto Cigano!
    E por este maravilhoso comentário!

    Beijos e abraços

    Dany

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...