6 de fev de 2012

A nova namorada dos homens. By Happy

 

Há dois anos, fui a casa de amigos encontrá-los para sair. Ao chegar, fiquei louco da vida com o “só mais uma”. “Só mais uma”, é uma mentira que nós homens falamos para as mulheres (namoradas ou esposas) para ganhar tempo, que pode ser traduzido diretamente como: “você poderia desaparecer e voltar daqui a duas horas?”. Estavam jogando o FIFA 10, com o vídeo game Playstation 3 (similar Xbox-360). Para quem não conhece, é um jogo que simula futebol (ano após ano mais real e perfeito).Tem como concorrente direto o PES (tive que colocar isso aqui se não alguns caras me matam), entre outros.
Eu me lembro que achei tudo uma bobagem e fiz discurso, inconformado, dizendo “como eles podiam trocar um barzinho ou sair com amigos por aquilo, brincadeira de quem não tiveram infância”... entre outras ofensas para instiga-los a largar os joysticks. Enquanto todos foram se arrumar atendendo ao meu chilique, fiquei sozinho na sala. Sentei-me no sofá e peguei o joystick com desprezo. Para quê? Fui fisgado na hora! Como? Como pode algo ser tão perfeito? Eu babava! Horas depois, com a noite indo para o espaço e todos meus amigos na sala, aos berros, amando tudo aquilo, não me conformava comigo mesmo e quase entrei em conflito existencial por ter de admitir... que eu gostei... e muito.
Quase tanto quanto ao futebol, o vídeo game sempre fascinou os homens. Mas o que acontece agora é diferente. Jogar os campeonatos com amigos virou o santo graal da felicidade para os homens, tamanha a perfeição e competividade de muitos dos novos jogos. No caso do futebol, os campeonatos são gigantescos, e quando se está online chega-se a um milhão de pessoas conectadas ou mais (isso a qualquer horário). O que estou vendo muito acontecer são os campeonatos de amigos todas as semanas (eu incluso). Reúnem-se uma vez por semana em um dia sagrado, na casa de um deles, pede-se pizza e é diversão até tarde. Participar é obrigatório, uma questão de honra.
Para os solteiros de plantão, virou uma a salvação. É tomar um fora e para que se deprimir? Liga o Playstation. Está solitário no fim de semana... Playstation nelas...
O mais interessante de tudo, é que agora acontece algo curioso. Podemos ter diretores de empresas, presidentes e pessoas com responsabilidades mais importantes que ser presidente/diretor claro, ou até senhores de mais de 60 anos de idade, pais e filhos, netos, competindo de igual para igual com garotos, adolescentes e debatem, desafiam-se, provocam-se, como em uma partida... Acima de tudo e mais importante... fazem amizade. Só falta o churrasco depois, Ao seu modo, o vídeo game está unindo, e não como eu antes pensava, desunindo as pessoas.
É aí que entra a mulher ciumenta doida. Desesperados, alguns homens têm de brigar para tentar explicar para a namorada ou esposa as razões desse fascínio, que vem desde 1970 com o Telejogo. Por incrível que pareça, sim, tem mulher que proíbe ou faz guerrilha de briguinhas (normalmente chamando-o de criança imaturo) e/ou chantagens emocionais sempre nessa tendência de “maturidade” (porque é mais eficiente) para o coitado não participar eliminando do seu “amor” uma das últimas chances dele se socializar com os poucos amigos que restaram. Para elas, o vídeo game mias parece uma mulher concorrente, acho. Eu até brinco com as namoradas de alguns “amigos coitados acorrentados”, e sim, os consideramos uns coitados, dizendo que estou namorando. O nome dela? FIFA 12. O bom é que essa namorada todo ano melhora ao invés de piorar.
Brincadeiras a parte, se há duas coisas que os homens não mentem é quando vão jogar futebol com os amigos e agora, jogar esses campeonatos. A única forma de desviar a atenção dos homens da tela talvez seja a famosa fantasia de duas mulheres juntas, e em alguns casos, dependendo do campeonato, nem isso.
Então, as mulheres mais inteligentes estão fazendo o quê? Incentivando ou pelo menos, não impedindo essa mania dos homens. No caso da quase uma dezena de turmas diferentes que conheço nesse hábito, as namoradas e esposas dos participantes fizeram até upgrade, chegando à amizade, e se reúnem na mesma data e por vezes na mesma casa, ou arrumam algo melhor para fazer do que sufocar talvez um dos poucos prazeres atuais de seu amor.
Se alguém não se conforma com a felicidade do seu amor em algum hobby, que arrume um. Você tem de ser feliz por si só, e não depender o tempo todo somente da felicidade que a outra pessoa te proporcionará.  Ao invés de sugar a felicidade de quem está com você, sufocando ou entediando seu parceiro, faça o contrário, desenvolva-se, arrume o que fazer e compartilhe depois a sua felicidade com ele. Diga: “Olha como eu sou feliz, quer um pouco?” Como se você estivesse oferecendo um delicioso sorvete. Assim os relacionamentos dão certo.
Obs: Essas dicas também servem para homens psicopatas que não deixam a mulher sair com as amigas, fazer academia ou usar a roupa que ela quiser... e em casos radicais, os que não as deixam colecionar sapatos, maquiagem e Barbies.

( Evandro A. Daolio )

Um comentário:

  1. Hahaha a questão é exatamente esta que você cita ao final.

    A psicopatia do não posso te ver sendo feliz sem me incluir ou você vem participar do que me falta ou eu te tiro dessa felicidade descabida, onde já se viu?

    Hahaha ser humano consegue estragar a si e ao outro por tabela. Toda atenção aos nossos sentimentos é pouco em um relacionamento, ao invés de por rédeas no outro, há que usar rédeas e freios em nós todo o tempo, senão nosso cavalo bravo dispara até derrubar-nos.

    Beijos, Happy

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...