13 de set de 2011

Lamento de Mulher....by Ahtange




É inverno, lá fora cai chuva fina, porem incessante, assim como as lágrimas que molham meu rosto, queima e inunda meu coração que gota a gota se desfaz.


Senhor? Para que fizeste a mulher?


Além de no parto sofrer dor inigualável?


Além de perder o sentido da vida.

 Se o filho se vai?

Deixando cicatrizes que jamais saram?

Além de sofrer preconceito.


Se Negra...


Se muito magra...


Se acima do peso...


Se sua orientação sexual foge aos padrões supostamente aceitos pela sociedade.


Se pobre..Se rica..


Se feia...


Se bonita..


Se loura...


Se baixinha... E


Se...


Deus????!!!!



Vai aqui meu lamento. Ai de mim mulher,


Humilhada... Violentada...


De infinitas maneiras, quantas atrocidades e injustiça se faz contra este ser.


Até quando rolará em minhas faces já cansadas tantas lágrimas de tormento?


Até quando serei eu esse ser inexistente numa existência macabra?


Quanto tempo ainda  hei de chorar?


Pelo filho nas drógas, tráfico e afins?


Pela filha ainda menina abuzada, pelo pai, padrasto, irmão, tio, primo e...


Ou ainda encarcerada em um pseudo casamento ?


Com um pseudo homem a aprisioná-la, segregá-la, multilá-la, dia- a- dia, matá-la.


Sufocando calando sua voz, minando sua auto-estima, destruindo-lhe os sonhos.


Com desrespeito, traições, afundando-a cada vez mais na escuridão do seu eu.


Mulher... Forjada no frio mármore da impunidade.


Muda pela dor...


Única pelo que suporta...


Lúcida na loucura do ser, sem ter... Sem poder...


Heroína... Que diariamente trava batalhas pela sobrevivência dentro do próprio lar...


Esquecida... Pela justiça, pela vida... E que acaba por se tornar um...


Ramo seco...

Esquecido no campo da violência...


Sem vida, sem ar, sem chão.


Por: Ahtange 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para o CANTO CIGANO.
Diga-nos o que achou desse post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...